Paris

Em Paris, os encontros musicais começaram na quinta-feira, 16, na roda de choro semanal no “Les Lauries”, com um astral muito bom.
As duas pessoas que conheci em Aix que moram em Paris não estavam presentes, não sendo impecílio algum para a rápida integração dada a receptividade de todos.
A grande maioria eram músicos franceses que mostra o interesse pela música brasileira que é tratada com muito carinho e seriedade. Outro detalhe que reforça essa constatação, é que a maioria deles fala português.
Conheci também alguns músicos brasileiros que trabalham na noite parisiense.
No sábado, assisti uma apresentação do “Brazz Band”, grupo de choro formado somente por franceses, um deles presentes em Aix. O evento era para finalizar a semana de apresentação da realidade social e ambiental brasileira com uma vernissagem e apresentação de vídeos.
Novamente a receptividade não poderia ter sido melhor o que resultou numa roda de choro pós-apresentação até o fechamento do local.
Por intermédio da Sandra, minha anfitriã e irmã do grande amigo e parceiro musical Tonzé Amora, conheci o violonista Renato Velasco que, juntamente com o Yesser, fizemos uma apresentação no Café Plaisance no Dia da Música na França, onde músicos, principalmente amadores, saem para tocar em todos os pontos do país.
Com esse evento, terminava com chave de ouro minha estada em Paris.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now