Barcelona 

A primeira parada (e também a última), Barcelona, serviu como um a prévia do que eu encontraria pela frente.
A cidade impressionou com relação à estrutura e à beleza. Existe algo que nos deixa muito a vontade, justificando a presença de tantos brasileiros.
Após alguns dias de turismo, participei da roda de choro no bar do Centre Civic Parc Sandaru, que acontece todas as quartas.
Quase uma orquestra com pandeiro, cubana, cavaquinho, três violões, dois clarinetes, duas flautas, sax, trombone e tuba, todos compartilhando a mesma música, normalmente de maneira ordenada e sincronizada, com brasileiros (grande maioria), argentinos, franceses e catalões.
A receptividade não poderia ter sido melhor; fiz muitos amigos que me proporcionaram ótimos momentos. Fizemos um encontro informal na casa da Luíza e outro na casa do Bruno, servindo principalmente como integração com o pessoal.

 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now